terça-feira, 22 de maio de 2012

Conto Erótico - Sexo no Shopping


Conto Erótico - Sexo no Shopping

Vou relatar para vocês leitores, um fato ocorrido entre eu, meu namorado e um tarado do shopping! Tudo começou em uma tarde de domingo, sabe aqueles domingos em que não se tem o que fazer, o dia estava lindo, ensolarado e eu e meu namorado resolvemos ir ao shopping. Tomei um super banho, passei um óleo de banho no corpo e larguei um vestido super justo por cima. As curvas ficaram amostras e deixavam a mostra a saliência dos bicos do peito. Quando meu namorado me viu, ficou quase louco de tesão e quase não conseguimos sair de casa, mas prometi que assim que voltássemos eu daria um jeito pra resolver seu desejo e então saímos de casa assim fomos ao shopping. No caminho meu amado Alemão não se aguentava e de cinco em cinco minutos colocava seus deliciosos dedos na minha vagina, e nem eu aguentava mais pois me encontrava em estado de erupção, podia parar o carro ali e transar feito uma louca, mas tivemos que nos conter, afinal tínhamos assuntos pra resolver, mas estávamos nas preliminares de um futuro sexo selvagem!!! 

Chegando ao shopping, lá estava eu toda gostosa e peladinha e é claro grudada no meu gato, afinal tudo em mim é dele e ele ama sair comigo assim, deixo ele louco de tesão e doido pra me comer. Fomos direto na Renner e ele não desgrudava da minha mão e dos olhares dos outros mas eu estava com vontade de circular sozinha, mostrar o que tenho de bom, mas tive que acompanha-lo até os caixas, mas a fila estava imensa e avisei que daria um volta pra olhar as novidades e mesmo não gostando da ideia me deixou ir. Saindo dali, sozinha pude observar os olhares masculinos pra cima de mim, me achei a gostosa. Circulei pela parte infantil e desci até o feminino e no descer a escada rolante, não pude deixar de observar na minha contra direção, um homem de terno e gravata, um executivo, advogado, gerente, alguém que representava uma certa importância através da sua roupa. Nossos olhares se cruzaram e desejo foi instantâneo, algo surreal!! Cheguei no andar de baixo e parei pra olhar uns lenços e não três minutos escutei um sussurro ao pé do meu ouvido e na mesma hora subiu um arrepio e fiquei muito excitada. Antes que eu me virasse pra olhar, senti sua mão na minha cintura e num lance muito rápido me puxou para uma parte mais reservada da loja, haviam poucas pessoas e as araras eram grandes e estavam lotadas de roupas. Quando me dei por conta estava nos braços daquele homem que até hoje não sei quem era nem o que fazia, mas que deixou lembranças de um sexo oral muito intenso. Foi ali mesmo no meio das roupas que me atacou e foi me beijando e fui me molhando, sentia que tudo lá em baixo estava escorrendo e em seguida pude sentir uma mão na minha xoxota e daí não consegui controlar meus desejos, neste momento não lembrei onde estava e nem com quem estava, o tempo parou por alguns instantes e me deixei levar por um calor que tomava conta do meu corpo, não conseguia discernir o certo do errado e aproveitei a sedução daquele homem que me imobilizou por minutos. Ao mesmo tempo que ele mexia em mim, passava a língua nos meu peitos e o vestido já era um pano que não tinha utilidade nenhuma e fui sentindo o volume do seu pau por cima das calças, ele me apertava e pude notar que era enorme e que queria muito sentir aquele ferro na minha boca. Fui escorregando pelo seu peito e desci até o seu pau, abri aquela calça e cai de boca, engoli todo ele e fazendo movimentos fortes com a língua deixei ele quase louco. Ficamos ali mais alguns minutos e fogo aumentou demais, ele segurava nos meus cabelos e empurrava minha cabeça de forma que ficasse com todo aquele volume dentro da minha boca. Quando me dei por conta o rapaz de terno e gravata esguichou porra na minha boca, encheu toda ela e sem ter o que fazer engoli tudinho, limpei a boca e me arrumei de novo. Sai dali sem falar nada e nem me arrisquei em olhar pra trás. Subi para o segundo piso e fui ao encontro do meu namorado, no caminho fui me ajeitando um pouco mais, pois estava nítido no meu semblante que estava cheia de prazer e que ainda não tinha me saciado. Encontrei meu Alemão no corredor perto do elevador e puxei ele pra dentro, subi com ele até o último piso do estacionamento e fui no caminho fazendo carinho no seu pau por cima da roupa mesmo e logo ele entendeu o que eu estava querendo. Saímos loucos daquele elevador e fomos em direção a parte mais escura do prédio. No canto já fui atropelando ele e chupando seu ferro e sem palavras ele se deixou levar pelo meu tesão. Chupei por alguns instantes e ele me pegou com força e me colocou de quatro, apoiei minhas mãos no capô de algum carro que não era o nosso e senti aquele pau me penetrando com ferocidade. Era uma mistura de desejo e amor, afinal ali quem estava me comendo era o meu homem. Me segurava pela cintura e metia tudo dentro de mim. Ele fazia movimentos fortes e as vezes deixava só a cabecinha e não consegui controlar por muito tempo e gozei muito forte e gemi alto e logo ele me apertou fortemente e senti que naquele momento ele deixava seu leitinho todo dentro de mim.

Naquele domingo que começara tão parado, terminou com um sexo oral em alguém que jamais havia visto antes e com um sexo muito gostoso com meu namorado no estacionamento do shopping. Me senti muito bem com estas duas experiências, mas posso relatar que loucuras são boas mas loucuras com quem se ama superam qualquer coisa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário