segunda-feira, 21 de maio de 2012

Contos Eróticos - A ninfeta e o peão


Contos Eróticos - A ninfeta e o peão

Desde pequena viajo muito com meus pais. Meu hotel favorito, é um hotel-fazenda em minas gerais... todos os funcionários me conhecem desde pequena então me sinto muito a vontade lá.

Um 
dia, meus pais me deixaram convidar uma amiga. Era média temporada, o hotel estava cheio, mas não lotado. Tinha muitas crianças e também alguns jovens da nossa faixa etária, que na época era 17/18. Fomos nos enturmando e começamos a fazer passeios a cavalo com alguns de nossos novos amigos. Sempre acompanhados por um dos peões...o que sempre nos acompanhava era bonitinho, baixinho, mas muito charmoso! Tinha +- 22anos na época...eu acho.

Conversando um dia com minha amiga, ela me revelou que estava afim de um dos meninos que conhecemos lá, então, combinamos que iriamos andar a cavalo, ela, o menino, o peão e eu. E que no meio do passeio ela ia dizer que queria ir ver os coelhos e eu diria "então vai lá, vou ver os bezerros, depois encontro vocês".



O plano deu certo, ela e o menino foram para um lado e eu e o peão fomos para outro. Eu estava meio envergonhada, sozinha pela fazenda com o peão, ele me apreciando com os olhos...claro que como era funcionário do hotel, não me desrespeitou, mas a gente nota quando nos olham com desejo...

Ficamos conversando, falando sobre cavalos (que eu adoro), sobre a minha amiga e o menino... e começou a rolar um clima. Ele começava a chegar o cavalo dele mais perto, mantinha nossos cavalos juntos, disfarçando quando ouvia alguém passear próximo d nós.

Com o clima já completamente feito, ele falo "vamos 
passar na ponte." Eu aceitei, já com o coração na boca, percebendo suas intenções. Chegamos na ponte e ele falou: "vamos descer do cavalo, deixar eles descansarem..." descemos e ele já foi chegando perto, me envolvendo de uma maneira quase irresistivel.

Ali mesmo, entre os cavalos, naquele lugar lindo, começamos a nos beijar. Que beijo delicioso! A barba por fazer estava roçando nas minhas bochechas, e essa foi a a primeira vez que sentia que senti um macho me segurando nos braços. 
Antesdeles, só meninos da minha idade.



nos beijamos loucamente, o perigo de alguém ver o que seria uma relação "proibida", a sensação de fazer algo "errado" nos excitava ainda mais! Em certo momento, paramos de vigiar se vinha alguém, nosso ouvidos funcionavam mas nossos corpos estavam entregues. Ele agarrava minha cintura com força, me tomava em seus braços como se 
nunca mais fosse me deixar sair, e começou a passar a mão na minha bunda por cima do meu short, apertava ela e colocava os dedos entre as nádegas. Eu estava tomada pelo desejo, ele me agarrando daquela maneira, beijando minha boca, meu pescoço...já estava toda molhada!

Ele me virou de costas para ele e começou a chupar meu pescoço, me puxando contra seu corpo com uma das mãos e acariciando meus peitinhos durinhos de adolescente. 

Não aguentando mais, ele levou minha mão de encontro ao seu pau, por cima da calca jeans. Comecei a acariciar, apertar, e logo ele já estava pra fora, para receber minhas carícias. Estava todo melado e bem duro. Comecei a bater uma punheta para aquele peão tarado, enquanto ele mamava nos meus peitinhos, já não se aguentando de tanto tesão. Comecei a bater cada vez mais forte e ele começou a me segurar cada vez com mais força também. Até que não aguentou mais segurar, gozou como um animal, gemendo do meu ouvido e me agarrando tão forte contra o seu corpo que eu quase não conseguia respirar. Pegamos nossos cavalos e fomos embora, para ninguém estranhar o sumiço.

Nos dias que continuamos no hotel, continuamos nos vendo todos os dias, como sempre gostei muito de andar a cavalo, meus pais nunca acharam estranho que eu sumisse o dia todo para andar. Depois, passamos a nos encontras em outros lugares do hotel, e da cidade, saia com minha amiga pela cidade e la encontrava ele, para beijarmos loucamente.



Tenho algumas outras histórias dele também, nenhuma com penetração, só muito amasso.

Beijos a todos!



Nenhum comentário:

Postar um comentário