sexta-feira, 19 de julho de 2013

Contos Eróticos - Pai e Filho



Contos Eróticos - Pai e Filho

Olá eu sou Julia amêndoas a sua novinha vagabunda, poucos sabem, mas alguns contos, me dão tanto tesão,  que enquanto eu falo fico tocando uma siririca bem gostosa , relembrando,  Para nos mulheres o sexo sempre é muito fácil, ainda mais pras vadias igual a mim, consigo a maioria dos homens que  quero, não busco romance, pelo menos na idade que estou , quero me divertir muito com os errados enquanto não acho o certo, essa xota aqui adora gozar gostoso.

Muitos caras casados me procuram, mas dessa vez, o motivo era diferente, eu conheço um advogado chamado Fernando, ele é casado, já é um coroa de 50 e poucos anos e tem um filho de 19 ou 20 anos.

O pai muito preocupado porque o filho não namorava ou trazia garotas pra casa, me pediu um favor, bom eu já tinha usado os conhecimentos do Fernando na área de direito pra muitas coisas então eu tinha que retribui o favor, e também como eu sou uma puta de verdade, que gosta da coisa e não preciso do dinheiro, eu faço de graça mesmo. 

Ele queria que eu fosse a primeira mulher do filho dele, Eu já tinha ficado com caras nessa faixa de idade 19 , 20 , inclusive tinha um vizinho meu, que eu deixava  chupar minha buceta e gozar batendo uma punheta enquanto passava a língua na minha xota, essa sensação é muito boa ver o cara lá  maluco de tesão , chupando com vontade , mas essa é outra historia.

Era domingo, a esposa do Fernando havia viajando para Angra, foi pra casa de algum familiar, e ele me pediu que fizesse algo para que aquele dia fosse inesquecível para o filho, mas eu deixei bem claro para o Fernando que se o filho dele não fosse heterossexual, eu não forçaria nenhuma barra, porque devemos respeitar a orientação sexual de cada um, independente de qualquer coisa, e ele concordou, disse que não se importaria com a opção do filho caso acontecesse isso.

Bom eu imaginei logo que o garoto fosse inexperiente, então escolhi uma fantasia de professorinha, eram aquelas fantasias bem baratinhas de sexy shop, aquela calcinha entrava fundo no meu rabo.

Eu deveria ficar no quarto do filho dele esperando ele voltar do cursinho pre vestibular, eu fiquei preparadinha na cama do muleke, vestida de professorinha. Quando ele entrou no quarto ficou meio assustado claro, e chamou logo o pai, Fernando apareceu e perguntou se o filho não tinha gostado da surpresa, ele disse que gostou, mas ficou meio tímido, o pai então disse que tudo que acontecesse ali teria que ficar entre a gente, e ele topou, Fernando disse que tinha trazido uma putinha safada pra fuder com ele, o muleke ficou meio sem ação não sabia o que fazer, então o pai dele disse pra eu ficar de 4 na cama , aquela sainha minúscula de professorinha subiu e a calcinha bem apertada no meu rabo, então ele começou a passar o dedo e mostrando, olha filho que  delicia essa aqui é a carne mais nobre  do mundo, carne de buceta,  o garoto deu uma risada , mas dava pra perceber que estava vidrado com muito tesao, no meu rabão, eu estava com a cabeça virada pro lado só observando , mordendo os lábios bem putinha mesmo , o pai então perguntou se ele gostava , o filho disso que muito,  o pai disse , filhão hoje nos vamos fuder essa puta aqui , e foi pro lado da cama onde me deu um beijão na boca, de língua , chamei o filho dele assim com o dedinho vem. O filho beijava minha bunda com muita vontade  e muito carinhoso, beijava mordia, passava a linguinha de cima pra baixo, eu sentia aquela respiração forte no meu rabo , de um cara com muito tesão, porra , é muito bom poder proporcionar esse tesao  gostoso e deixar o cara viciado em buceta. Eu disse é Fernando ele gosta de buceta , mas eu gosto de rola , põe na minha boca vai. Ele metia fundo aquela rola na minha boca, enquanto o  filho dele devorava minha buceta minha buceta, com a língua, o pai pediu pra que o filho se deitasse na cama, e mandou eu cavalgar na rola do filho, mas antes eu fiz um boquete bem gostoso, passei a língua nas bolas daquele muleke gostoso e depois comecei a cavalgar. O garoto era inexperiente, mas fodia muito gostoso, muito puto , eu sentava bem forte , feito uma puta, inclinei o corpo, e ele me puxava pelo cabelo olhando no fundo dos meus olhos, fazendo uma cara de safado enquanto eu gemia muito, o pai começou a dedar meu cu e cuspia nele pra deixar molhadinho , e começou a passar a cabecinha da rola, era muito gostoso levar no cuzinho pela rola do pai e na buceta , pela  do filho. A gente fudeu muito, fiquei toda arrombadinha, surraram muito meu rabo , mordiam o bico dos meus seios com força, levei muito na cara, e depois pediram pra que eu ficasse de joelhos, os dois punhetando e passando a rola no meu rosto, eu mamava aquelas duas picas maravilhosas feito uma cadelinha, eles apertavam o biquinhos dos meus seios enquanto eu chupava,ate que  os dois gozaram muito na minha cara, eram muitos jatos de leitinho bem quentinho , leitinho do pai e do filho, Delicia.

Bom se você gosta dos contos eróticos em áudio, peço que você vote em gostei, comente no vídeo e se inscreva no meu canal do youtube e no meu blog, Agora eu vou tomar um banho gostoso porque minha xota está bem babadinha , beijo